Conheça a tecnologia das baterias Start Stop

baterias Start Stop - Gustavo Baterias

Não podemos negar que, quanto mais a tecnologia avança, mais precisamos nos preocupar com um ecossistema mais equilibrando, propondo mudanças, e também novas performances mais sustentáveis. Não podia ser diferente no âmbito automotivo. A bateria start stop foi adotada para veículos mais modernos e trouxe consigo algumas novidades e necessidades. 

Umas das novidades dessa bateria é que ela diminui em até 15% o consumo de combustível no trânsito. Isso porque essa nova tecnologia proporciona que o motor se desligue quando o carro fica parado no sinal fechado. Entretanto, a bateria trouxe consigo algumas necessidades, dentre elas os alternadores, baterias e motores e algumas arrancadas especiais. 

Quais são as principais funções da bateria start stop?

A função primária da bateria start stop é acionar o motor para o carro arrancar. Quando falamos do modelo start stop, podemos dizer que pequenas sequências de descarga ocorrem frequentemente na bateria, eis o propósito do nome “start stop”, pois é nesse parar e andar com frequência que a bateria do carro é poupada. 

A o desenvolvimento desse tipo de bateria contou com um estudo tecnológico avançado, cujos fabricantes apostaram em um sistema de sensores que percebem e ainda avisam quando a bateria está com baixa carga. Quando há a bateria start stop, ela é automaticamente desligada. 

Mas não só a bateria fraca que desativa as Start Stop. Ar condicionado com a temperatura muito alta, por exemplo, o motor é ligado e permanece assim por um tempo estendido. O mesmo acontece caso a porta do carro estiver aberta. 

Posso ligar e desligar a bateria convencional manualmente?

Essa tecnologia inovadora trouxe consigo muitas dúvidas e, uma delas é sobre poder desligar e ligar a bateria manualmente. Alguns motoristas que ainda não adquiriram essa tecnologia acabam ficando na dúvida se fazendo isso com a bateria tradicional, a redução do consumo será a mesma. 

No entanto, não é recomendável ligar e desligar o carro constantemente no trânsito, pois a fábrica das start stop tiveram um preparo diferenciado na confecção técnica dessa bateria. Além da bateria, outros componentes como os alteradores e o arranque foram remodelados para aguentar uma demanda maior.

Em um motor comum, se o motorista arranca poucas vezes ao dia, o start stop aciona dez vezes por dia – o que exige mais desses componentes. Por isso, trata-se de dois materiais completamente diferentes. O resultado não será o mesmo, certamente. 

Quais são os tipos de motores desenvolvidos para essa tecnologia?

Dois são os tipos de motores desenvolvidos para suportar essa tecnologia. Um deles é a EFB que nada mais são do que a evolução das baterias SLI, que são as convencionais, que foram feitas apenas para automóveis que precisam dar cargas rápidas em várias partidas ao longo do trajeto. É ideal para taxis e automóveis de transporte de apps. 

Tem também os AGM, que são usados em veículos com turbo eletrônico e freio regenerativo. Esses demandam uma rápida e alta energia, com boa capacidade de absorção recebida pelo sistema de frenagem. É preciso ter cuidado ao verificar qual o tipo de bateria mais indicada em cada veículo. 

Quando se aplica a bateria errada, por exemplo, uma EFB em um carro que precisa de uma AGM, é possível gerar prejuízos e reduzir a vida útil da bateria. E pode também danificar outros componentes do veículo. Agora que você conhece um pouco mais dessa bateria, que tal investir nessa tecnologia?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *