Maio Amarelo – Atenção pela vida

Maio Amarelo - Gustavo Baterias

Maio Amarelo é um movimento internacional criado pela ONU, de conscientização para redução de acidentes de trânsito, que tem como objetivo chamar a atenção da sociedade para o alto índice de mortes e feridos no trânsito em todo o mundo.

O objetivo do movimento é uma ação coordenada entre o Poder Público e a sociedade civil para colocar em pauta o tema segurança viária e mobilizar toda a sociedade, envolvendo os mais diversos segmentos: órgãos de governos, empresas, entidades de classe, associações, federações e sociedade civil. É imprescindível engajar todos os públicos e efetivamente discutir o tema, levantar questões, propagar o conhecimento, abordando toda a amplitude que a questão do trânsito exige e propor ações, nas mais diferentes esferas.

Em 11 de maio de 2011, a ONU decretou a Década de Ação para Segurança no Trânsito. Por isso o mês de maio se tornou referência mundial para balanço das ações que o mundo inteiro realiza. O amarelo simboliza atenção e também a sinalização e advertência no trânsito.

Com base em estudos elaborados pela OMS (Organização Mundial da Saúde), em 2009, cerca de 1,3 milhões de pessoas foram vítimas fatais em acidentes de trânsito em 178 países e aproximadamente 50 milhões de pessoas sobreviveram com sequelas. Diante de números tão assustadores, a ONU editou em março de 2010 uma resolução definindo o período de 2011 a 2020 como a “Década de Ações para a Segurança no Trânsito”.

Os acidentes de trânsito são a nona maior causa de morte no mundo, ou três mil vidas perdidas por dia nas estradas e ruas. Se nada for feito no sentido de sensibilizar o poder público, privado e sociedade, estima-se que 1,9 milhão de pessoas devem morrer no trânsito em 2020, passando para a quinta maior causa de  mortalidade no mundo. Além disso, 20 a 50 milhões de pessoas sobreviverão aos acidentes a cada ano com ferimentos e traumatismos.

Preocupados com dados alarmantes apresentados, um grupo de profissionais multidisciplinares reuniu conhecimento, experiência e motivação em um projeto grandioso e desafiador: mobilizar a sociedade em prol de um trânsito mais seguro.

Com esse objetivo foi criado o Observatório Nacional de Segurança Viária (ONSV), uma instituição social sem fins lucrativos, dedicada a desenvolver ações que contribuam de maneira efetiva para a diminuição dos elevados índices de acidentes no trânsito do país.

O movimento Maio Amarelo nasceu em 2014 e chega a sua sexta edição em 2019 com o tema “No trânsito, o sentido é a vida”. A iniciativa ganhou visibilidade e participação ao longo dos anos, sendo registrado a participação de mais de 500 cidades brasileiras em 2017. Para 2019 a expectativa é que esses números sejam superados.

Assim como o “Outubro Rosa” e o “Novembro Azul”, o símbolo do Maio Amarelo é também um laço. Busca-se promover ações, debates e avaliações sobre os riscos de determinados comportamentos no trânsito durante os deslocamentos diários e repensar sobre o que é  necessário para que a segurança nas vias seja constante.

O tema propõe uma reflexão sobre uma nova forma de encarar a mobilidade. Trata-se de um estímulo a todos os condutores, seja de caminhões, ônibus, vans, automóveis, motocicletas ou bicicletas, e aos pedestres e passageiros, a optarem por um trânsito mais seguro.

De acordo com o ONSV, os acidentes não acontecem, mas sim são frutos de escolhas inadequadas e arriscadas. A maioria dos acidentes têm como motivação as falhas humanas como imperícia, imprudência e desatenção. Somos os responsáveis pelos nossos atos no trânsito e ter consciência clara disso é um dos caminhos para a reversão do triste cenário não só do Brasil, mas de todo o mundo.

 

Acompanhe nosso blog!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *