post

Bateria para caminhão

Bateria para caminhão

Veículos pesados como caminhões e ônibus enfrentam uma longa jornada nas estradas brasileiras, com trajetos que impulsionam um alto número de vibrações e impactos. Por isso, ao comprar uma bateria, o condutor não pode optar pela economia e por um produto simples, pois a bateria do caminhão precisa resistir a esses impactos.

A bateria para caminhão é grande, principalmente porque esse veículo, hoje, possui uma alta tecnologia que embarca vários sistemas eletrônicos que exigem muita carga. Por isso, as baterias para caminhões devem oferecer uma resistência bem maior às vibrações intensas que esse tipo de transporte está sujeito na estrada. Visto isso, a bateria adequada deve ter máxima eficácia em absorção dessas oscilações na estrada sem causar danos ao veículo.  Saber como agir em situações de risco é fundamental para a sua segurança.

Separamos abaixo alguns cuidados para uma manutenção adequada da bateria para caminhão:

Observe a amperagem da bateria para caminhão

É sempre importante, antes de comprar uma bateria para o seu caminhão, observar a sua capacidade nominal. É recomendável olhar o manual do veículo ou verificar com um mecânico profissional e de confiança sobre casas de baterias especializadas. O seu consumo varia de veículo para veículo e dependo do número de componentes eletrônicos que a tecnologia do seu caminhão abarca. A Capacidade Nominal para veículos pesados geralmente apresenta de 150 a 220 amperes por hora.

Além disso, na hora de comprar, verifique se a bateria possui selo de qualidade do Inmetro. Caso não tenha, é provável que o produto não tenha passado no teste de controle de qualidade e segurança. Independente do preço, evite problemas futuros na parte elétrica do seu veículo e não compre!

Faça revisões regularmente

Procure checar se a bateria está com os componentes perfeitamente conectados, sem mau contato que possa provocar perdas de carga. Tudo deve estar devidamente aterrado, fechando o circuito. Fazendo isso, a durabilidade da bateria e de outros equipamentos eletrônicos é certo! Além disso, o alternador também deve ter os devidos cuidados, pois ele é responsável por aproveitar os giros do motor para transformar energia mecânica em elétrica, para que a mesma seja enviada para o circuito. Assim, mantendo os equipamentos ligados, recarrega a bateria também.

Na prática, uma dica útil é evitar ligar e desligar o caminhão a todo tempo. Essa prática pode até poupar combustível, mas a bateria pode descarregar para a próxima partida, além de se desgastar rapidamente.  

Tenha cuidados redobrados no inverno

No inverno, o motor encontra esbarra na dificuldade de dar a partida devido as baixas temperaturas. No frio, ocorre a redução da velocidade das reações eletroquímicas da bateria, o que força ainda mais o seu funcionamento nesse período do ano.

É preciso atenção redobrada para analisar o estado da bateria. Uma dica é sempre observar se na hora de partir seja necessário girar a chave repetidas vezes para o veículo funcionar. Ocorrendo isso, faça uma visita a uma oficina de confiança para garantir uma boa avaliação da bateria.

Além disso, fique atento se perceber que as luzes estão oscilando ou se a luz de advertência estiver acesa no painel, mesmo com o motor em funcionando. Problemas no alternador são as principais causas de panes elétricas. Lembre-se que o clima frio pode agravar o estado da bateria por causa do aumento da densidade dos componentes líquidos.

Agora que você já sabe como preservar a bateria por mais tempo, que tal colocar o pé na estrada?

A segurança está nos cuidados com os pneus

A segurança está nos cuidados com os pneus

Pensar em economizar na revisão do veículo, pode acabar deixando a segurança do motorista e da família em segundo plano. Por isso, a checagem do carro é uma etapa fundamental a cumprir, principalmente em período de férias, quando se eleva o índice de acidentes na estrada devido ao alto fluxo de veículos. Além disso, ao focar na embreagem e no combustível, muitas pessoas esquecem ou fazem vista grossa de componentes externos, que merecem cuidado e atenção tanto quanto às demais peças do veículo. É o caso dos cuidados com os pneus.

O que deve ser levado em consideração é que a economia pode acabar em prejuízo, pois o pneu é um item essencial do veículo. Os freios param as rodas, mas são os pneus que param o veículo. Em dias de chuva, um veículo não revisado adequadamente pode oferecer risco à sua própria segurança e a da sua família. Por isso, alguns cuidados com o automóvel devem ser levados em conta no dia a dia:

Cuidados com os pneus:

Procurar saber a procedência do pneu e do local onde ele é comprado e instalado pode ajudar na manutenção adequada quando necessário, pois todo pneu deve atender às demandas do veículo e suas especificações de rodagem. Por isso, é recomendável que o eles sejam instalados pela montadora ou por centros automotivos especializados para esse tipo de serviço. Esses profissionais é que são os responsáveis por deixar o veículo com as mesmas definições do fabricante.

Faça uma calibragem adequada:

A calibragem inadequada, além de comprometer a segurança do motorista e dos passageiros, pode prejudicar o desempenho do automóvel. O recomendável é que os pneus sejam calibrados quando estiverem frios, tendo rodado no máximo 3 quilômetros. Em alguns carros, a pressão que deve ser exercida é fixada pelo próprio fabricante na porta do motorista. Não sendo o caso, no manual está descrita a pressão adequada. Pressões baixas ou incorretas podem desestabilizar o veículo.

Pneus carecas? Hora de trocar!

Na hora de frear o carro rapidamente, mesmo o motorista tendo um bom reflexo, o pneu careca pode comprometer o tempo de frenagem e pode derrapar. Por estarem diretamente em contato com o solo, o desgaste dos pneus é inevitável, por isso, sempre que perceber que os pneus estão ficando carecas, programe-se para trocá-los o quanto antes. Além disso, pneu careca é caracterizado como infração de trânsito, com multa no valor de R$ 195,23 e 5 pontos na CNH.

Viu? É possível não colocar a vida em risco checando adequadamente todos os itens do seu veículo e ainda economizar. Lembre-se que o barato pode acabar saindo caro. Além disso, não só os pneus devem estar em bom estado, como todos os componentes eletrônicos, além do motor. A atenção deve ser redobrada nos dias de chuva, se este for o caso, reduza a velocidade.

Agora que você se atentou com cuidados com os pneus, acreditamos que uma boa viagem pode sempre acabar bem! Por isso mesmo, fique atento e não se esqueça de fazer uma revisão antes de viajar!

Itens eletrônicos do carro sobrecarregam a bateria?

Itens eletrônicos do carro sobrecarregam a bateria?

Sabe-se que a bateria é essencial para o funcionamento do carro. Por isso existem várias maneiras de preservá-la e prolongar sua vida útil. Uma dúvida muito comum que pode surgir, é a respeito dos itens eletrônicos do carro. Qual é o impacto que eles têm sobre a bateria do veículo, e se sobrecarregam o sistema eletrônico original.

Para compreender como funciona a questão do sistema elétrico, é preciso entender que além da bateria ser muito importante, o alternador também tem um papel vital. Enquanto a bateria conserva energia necessária para ligar o carro e dar a partida, o alternador é o responsável por gerar corrente elétrica para os mecanismos do carro funcionarem depois que é dada a partida, ou seja, com o carro ligado.

O alternador tem outra função importante, que é gerar corrente elétrica necessária para a bateria, ou recarregá-la, para que ela funcione com o motor desligado. Assim, com o carro desligado ou parado, a bateria pode ter energia suficiente para suprir as necessidades dos equipamentos do veículo.

O carro é equipado com um sistema elétrico próprio para suportar e atender todos os seus itens originais de fabricação. Por isso, quando são instalados novos dispositivos e acessórios, é essencial conferir se a bateria e o alternador suportam essas novas demandas de energia.

Quando há um excesso de dispositivos ligados ao veículo, como, carregadores de celular, equipamento de som, e até o sistema de localização por satélite, que é muito comum atualmente, o alternador é quem sofre com essa sobrecarga, podendo ocasionar problemas à bateria.

E é aí que está o perigo de usar vários itens eletrônicos além dos originais do carro. Com uma demanda excessiva de energia, o alternador não consegue gerar a corrente elétrica necessária para que a bateria recarregue.

Com o tempo, essa insuficiência faz com que a bateria não tenha nenhuma energia armazenada. Sem essa energia a bateria não consegue dar a partida no veículo e ligá-lo novamente. Logo, a vida útil da bateria é reduzida consideravelmente.

Portanto, o ideal é sempre verificar se a bateria e o alternador permitem a instalação e uso dos itens eletrônicos do carro, já que itens que não são originais podem gastar mais energia.

Como estender a vida útil da bateria

Como estender a vida útil da bateria

A bateria do carro é uma peça vital para o funcionamento do veículo. Sem ela, nada acontece. Sua função é fornecer energia para que o motor ligue. Além disso ela alimenta o sistema elétrico do veículo quando o motor não está em funcionamento.

Tão importante e essencial para o veículo, a bateria precisa receber certos cuidados para que sua vida útil aumente e nenhum acidente aconteça. Para isso, basta seguir algumas orientações e sempre estar atento. Separamos algumas dicas de cuidados essenciais para você prolongar a vida útil da sua bateria.

Dicas para estender a vida útil da bateria:

Rádio e faróis: São os mais conhecidos por consumirem muita energia. Não esqueça os faróis acesos, nem deixe o rádio ligado enquanto o carro estiver desligado. Isso faz com que a bateria descarregue rapidamente.

Uma outra dica a respeito dos faróis, é evitar dar a partida com eles ligados. Isso também influencia para aumentar a durabilidade da bateria.

Acessórios eletrônicos no geral: Outros itens eletrônicos que tem a chamada corrente “Stand by” também precisam de cuidado. Esses itens são, por exemplo, o alarme, sistema de rastreamento, e até mesmo a central de injeção do carro.

Som automotivo: Em um sistema de som automotivo é importante usar baterias que estejam de acordo com os gastos exigidos e indicados pelo manual. Há formas de usar baterias para ter um som potente sem que a vida útil da bateria diminua de forma rápida.

Carros parados por muito tempo: Os carros que precisam ficar parados por muito tempo, em média 30 dias ou mais, precisam ser ligados de vez em quando para carregar a bateria.

Se isso não for possível, o indicado é que os terminais dos cabos das baterias sejam desligados até que o carro seja usado novamente. Isso faz com que a bateria não tenha sua vida útil diminuída pela falta de uso.

Lembre-se do manual: É importante não esquecer das indicações listadas no manual do carro ou bateria. Sempre que quiser instalar novos acessórios eletrônicos lembre-se de conferir a capacidade da bateria para evitar seu desgaste excessivo.

Bateria firme: Se a bateria não estiver bem firme no compartimento ela pode sacudir ou bater, o que pode danificá-la. Confira se ela está firme e evite deixá-la frouxa ou solta.

Cuidados com o ar condicionado: Seja para ar frio ou ar quente, o ar condicionado deve ser usado da maneira certa para não prejudicar a bateria. O ideal é ligá-lo no mínimo após 10 ou 15 minutos de funcionamento do veículo.

Evite a “chupeta”: Caso aconteça algum imprevisto, evite as famosas “chupetas”. Elas podem causar o resultado inverso, e ao invés de ajudar, podem prejudicar a vida útil da bateria.

Tenha esses cuidados com sua bateria e realize revisões regulares. E sempre que precisar de baterias de qualidade, conte com a Gustavo Baterias. Estamos na Av. Abílio Machado 1689, no bairro Alípio de Melo, Belo Horizonte. Entre em contato conosco pelo telefone (31) 3474-4966, ou pelo plantão WhatsApp (31) 98362-1470.

 

manutenção preventiva da bateria

Manutenção preventiva da bateria

O serviço de manutenção preventiva da bateria é feito através de uma revisão realizada por profissionais para detectar possíveis problemas na bateria, como, perda de sua capacidade, ou até mesmo fatores que podem influenciar  na diminuição da sua vida útil.

Ao realizar manutenções periódicas a bateria dura mais tempo e o proprietário pode economizar com gastos futuros em manutenções corretivas, que é quando a bateria já apresentou alguma falha e os procedimentos são feitos para corrigir esses erros. A manutenção preventiva pode ser adiada se for realizado o teste de alternador, parte elétrica do veículo (fuga de corrente) e teste da bateria.

A manutenção preventiva da bateria é indispensável. Por isso é fundamental efetuar testes importantes para eliminar quaisquer problemas e garantir que não ocorra defeitos futuros. O primeiro passo é procurar profissionais capacitados para realizar a manutenção. Na Gustavo Baterias, você pode agendar a manutenção, que deve ser feita a cada 6 meses.

As principais revisões para serem feitas, são:

Teste do veículo

O teste no veículo é feito para saber a situação atual da parte elétrica que pode influenciar no funcionamento e vida útil da bateria.

Teste de fuga

O teste de fuga de corrente é feito para verificar se o veículo tem algum mau funcionamento que consome a carga da bateria mesmo com o carro desligado. Exemplo: luz do porta malas que continua acesa mesmo estando fechado e o veículo desligado.

Alternador

Um teste é feito com o alternador para medir tensão, corrente e descobrir se ele se encontra dentro das adequações indicadas pelo fabricante.

Bateria

A análise de carga da bateria simula condições de partida adversas para verificar se a bateria passa no teste de descarga rápida.

Fixador

O teste verifica se a bateria está instalada corretamente para que não haja futuros problemas ao carro. Além disso, também é analisado a conexão dos terminais aos pólos, e identifica se há necessidade de limpeza ou até mesmo a troca.